domingo, 26 de agosto de 2012

GEOGRAFIA DA POPULAÇÃO


Demografia: ciência que estuda a dinâmica populacional humana. (estatística, estrutura, distribuição da população...)

As análises de um país pode construir um retrato socioeconômico do seu crescimento para então se projetar ações políticas que possam atuar nas contradições.

CONCEITOS
1. Recenseamento ou Censo Demográfico: levantamento periódico de dados estatísticos.
Brasil: recenseamento de 10 em 10 anos. (IBGE)

2. Taxa de Natalidade:   

nº de nascimentos em um ano
X
1.000
População Absoluta

(permite analisar o desenvolvimento de um país)


3. Taxa de Mortalidade:

       nº de óbitos em um ano
X
1.000
População Absoluta

(permite analisar a qualidade de vida da população, assim como assistência médica e sanitária)


4. Taxa de Mortalidade: nº de crianças de 0 a 1 ano que morrem a cada 1.000 nascidos.

5. Taxa de Fecundidade: média de filhos por mulher na idade de reprodução.

6. Expectativa de Vida: quantidade de anos que vive, em média, a população.

7. População Absoluta: população total de um local.
(Populoso: quando a população absoluta é numerosa.)

8. População Relativa: densidade demográfica. (Média da população por quilômetro quadrado)
(Povoado: população relativa é numerosa)

9. Crescimento Vegetativo: 
CV = Taxa de Natalidade - Taxa de Mortalidade

FASES DO CRESCIMENTO DEMOGRÁFICO

1) Crescimento Lento: Séc. IV a.C. ao séc. XVII d.C.
(Antiguidade e Idade Média)
Momento de muitas guerras e epidemias, com altas taxas de natalidade e altas taxas de mortalidade.

2) Crescimento Rápido: 1650 a 1850.
(Capitalismo Comercial até Primeira Revolução Industrial)
Altas taxas de Natalidade devido às fábricas, necessidade de mão de obra proletária e crescimento urbano. Queda na taxa de mortalidade devido à ciência e medicina sanitarista.

3) Crescimento Acelerado: Até Segunda Guerra Mundial
Taxa de Natalidade aumentou e queda na taxa de mortalidade pelos avanços da medicina.

4) Explosão Demográfica: 1950 a 1980
Duplicou-se a população mundial em 30 anos.
Motivos: expansão de multinacionais e crescente urbanização. Mecanização rural gerando êxodo rural.

5) Desaceleração do crescimento: a partir de 1980.
Diminuição gradativa da taxa de natalidade em países subdesenvolvidos e diminuição acelerada em países desenvolvidos. (atuação do governo no controle da população)

      Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Transicion_demografica.png



TEORIAS DEMOGRÁFICAS


1) Malthusiana (1798) - Após Revolução Industrial
População cresce em progressão geométrica e produção de alimentos não. (fome e miséria são resultados do crescimento)
Solução antinatalista. Tendência religiosa.

2) Neomalthusiana (Segunda metade do séc. XX) 
Após Segunda Guerra Mundial, quando o crescimento demográfico era elevado nos países subdesenvolvidos.
(Crescimento é obstáculo ao desenvolvimento econômico)
Solução antinatalista por processos de anticoncepção. Tendência político-econômico.

3) Reformista ou Marxista (Segunda metade do séc. XX)
A situação de pobreza e de subdesenvolvimento ao qual os países pobres foram submetidos favorece o crescimento demográfico e a consequente miséria. Propõem reformas sociais e econômicas. Tendência antimalthusiana, político-econômico.

PIRÂMIDE ETÁRIA
Interação de dois elementos básicos: crescimento vegetativo e expectativa de vida.
Refere-se à distribuição da população por grupos de idades.


A morfologia de uma pirâmide representa o processo evolutivo demográfico de um país.

Fonte: Censo 2010 - IBGE



Fonte: Censo 2010 - IBGE  

Referências 

- GEOGRAFIA SOMA, 3ª série, Ensino Médio e Pré-vestibular, Vol. I, Ed. LOG

- CENSO 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE.

Sites:


2 comentários:

  1. Cris, seu blog está me ajudando MUITO com revisão e com as imagens =)

    ResponderExcluir
  2. Que bom!! Fico feliz mesmo em saber! Bons estudos!

    ResponderExcluir